O critério que define a “escolha” de um tipo de edificação, para  população que ganha entre 0 e 3 salários mínimos não é o custo ambiental, mas o custo econômico final da edificação e como eles poderão arcar com esse valor, portanto, a necessidade de redução da desigualdade social e econômica é tão importante quanto o aspecto ambiental.

As categorias avaliadas nos Sistemas analisados incluem aspectos de projeto, construção e manutenção pós-ocupação. No entanto, não podemos pensar em Desenvolvimento Sustentável sem equidade social e, para tanto é urgente criar novos instrumentos de interação, aproximação, trocas de saberes e fazeres com essa camada da população que sempre esteve à margem das decisões e benefícios produzidos pela ciência e tecnologia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: