Hoje terça-feira dia 21 de janeiro estive na Vila Nova Esperança, comunidade situada no km 21 da Raposo Tavares, juntamente com Elisabeth líder de ação social e Carol assistente social, ambas da Igreja Batista Memorial. O convite para conhecer essa comunidade partiu da Jenny aluna de pós-doutorado na USP/SP que realiza um trabalho social com um grupo de cristãos e alunos da USP nessa comunidade que nos escreveu, seguem alguns trechos do e-mail:

“…Lhes escrevo porque preciso de informação sobre a possibilidade de uma doação de uma casa bem pequena em madeira. A doação seria para um homem que conheci chamado José Marcos  da comunidade Vila Nova Esperança, (…) doente e está pesando atualmente em torno de 37kg. O José Marcos mora nas situações mais precárias que vocês possam imaginar, sem nenhuma condição de higiene no barraquinho e tudo caindo aos pedaços. (…) Tivemos que levar ele no Hospital Universitário já que estava muito enfraquecido. Ele ainda ficará um par de dias lá, até conseguirmos uma vaga em uma casa de recuperação onde possa se recuperar por um período antes de voltar para a casa dele.  Como ele não tem família em SP, queremos cuidar dele,  mas precisamos de construir uma casa nova para ele na comunidade em condições de ser habitada. Não pedimos muita coisa, só 01 dormitório e um banheiro.

Por favor nos ajude, o que precisamos fazer para conseguir a doação de uma casa bem pequena para ele?”

A Igreja realiza um trabalho social na comunidade desde 2013, com atividades arte, capacitação e atendimento odontológico. Algumas ONGs e alunos da USP, Mackenzie e Faculdade Anhembi-Morumbi realizam trabalhos sociais nessa comunidade que hoje tem aproximadamente 600 famílias.

A Sra. Lia presidente da Associação dos Moradores e a Sra. Marlene moradora do local a mais de 20 anos nos acompanharam na visita à horta cuidada pelo Sr. Inácio e à casa do José Marcos.

A Sra. Lia vai marcar reunião com os moradores para que possamos atuar no local, junto com os moradores e voluntários, para construir a casa e fazer um trabalho de revitalização da comunidade.

Na reunião que será marcada para fevereiro, apresentaremos a mesma proposta das Comunidades Novo Buraco do Sapo e Grajaú, de modo que possamos aprender e trocar experiências entre as comunidades.

Que Deus abençoe este projeto!

Aq. Míriam Morata Novaes

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: