Vivemos num mundo moldado pela comida. Ela influencia a nossa sobrevivência, as nossas rotinas diárias, a nossa política e a nossa economia e, ainda assim, consideramos a comida uma mercadoria como outra qualquer. O nosso profundo desapego à comida é o legado curioso da industrialização e um sintoma de um modo de vida que já não é sustentável.

No entanto, a comida não é apenas um poderoso modelador das nossas vidas, pode também ser aproveitada como ferramenta. O termo sitopia (lugar da comida) descreve esta abordagem. A sitopia pode ajudar-nos a pensar como e onde construir cidades, como nos alimentarmos e vivermos nelas e como adaptar as existentes de modo a torná-las mais sustentáveis.

A perspectiva de Steel sobre a alimentação é particularmente interessante por se tratar de uma arquiteta. Daí que a primeira pergunta que faz é precisamente “como se alimenta uma cidade?”, ou seja, por onde é que entra a comida para abastecer uma cidade com Londres, por exemplo, onde diariamente são se servem 30 milhões de refeições? Steel dá-nos uma perspectiva histórica, lembrando como os nomes das ruas são importantes para percebermos como é que esse abastecimento de comida se fazia, com as diferentes artérias especializadas em diferentes produtos.

Tudo mudou com o aparecimento dos comboios, afirma. O complexo processo de transporte dos animais vivos até às cidades, pelas suas próprias patas, foi substituído e começou aí a transformação da relação entre a cidade e a comida. Steel conclui que temos que repensar a nossa relação com o que comemos e defende que a forma como produzimos alimentos hoje não faz sentido. “Quem controla a comida controla-nos a nós”, escreve.

Esta é uma ideia defendida por vários outros pensadores, mas o que me parece único no trabalho de Steel é o lado histórico da relação entre cidades e comida. Também eu acho fascinante pensar na quantidade de comida que todos os dias entra, é transformada, e consumida em milhares de cafés, de restaurantes, de escolas, de casas, numa cidade como Londres – ou como Lisboa.

http://www.teatromariamatos.pt

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: