Agora é possível etiquetar o edifício da mesma forma que os aparelhos eletrodomésticos,já vêm sido etiquetados; sendo A o mais eficiente!

“O consumo de energia elétrica nas edificações corresponde a cerca de 45% do consumo faturado no país.

Estima-se um potencial de redução deste consumo em 50% para novas edificações e de 30% para aquelas que promoverem reformas que contemplem os conceitos de eficiência energética em edificações.” [3]

 

“A crise mundial de energia demanda uma revolução substancial na filosofia, estratégia, tecnologia, e métodos de construção de edificações.” [1]

 

Cada vez mais essa revolução esta acontecendo…

Como exemplo, na Inglaterra, considerando a meta de construir casas com zero emissão de carbono, o código para casas sustentáveis incorpora nove pontos chave; a eficiência energética é ponto central, mandatório como padrão mínimo [2].

 

Etiquetagem Brasileira – PROCELEDIFICA

No Brasil, o Programa Nacional de Eficiência Energética em Edificações – PROCEL EDIFICA foi criado em 2003 pela ELETROBRAS/PROCEL. Para criarem condições para a etiquetagem do nível de eficiência energética de edificações foram desenvolvidos (e vem sido revisados):

  • Regulamento Técnico da Qualidade do Nível para o nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais (RTQ-R)
  • Requisitos de Avaliação da Conformidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais (RAC-R).
  • Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos (o RTQ-C)
  • Requisitos de Avaliação da Conformidade para o Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos (RAC-C).

[1] Zhai, Z. , Previtali, J. Ancient vernacular architecture: characteristics categorization and energy performance evaluation. 2009

[2] Osmani, Mohamed; O’Reilly, Alistair. Feasibility of zero carbon homes in England by 2016: A house builder’s perspective. 2009

[3] Procel Info

 

R3E 

A Rede de Eficiência Energética em Edificações (R3E), criada pela Eletrobrás, conta com doze laboratórios parceiros em várias universidades brasileiras – incluindo a Unicamp. Essa rede foi criada para manter uma troca de informações de pesquisa e ensino e estimular o desenvolvimento de novas tecnologias de projeto e construção ligadas à Eficiência Energética em Edificações e para fazer com que o processo de etiquetagem fique cada vez mais difundido!

Como em Portugal, onde para uma pessoa vender uma casa é obrigada a ter a Certificação Energética, assim o próximo morador sabe se irá morar em uma casa ambientalmente confortável e com baixo consumo de energia.

Nesse site é possível simular – de uma forma simples e divertida – o quanto sua casa consome de energia e o que cada mudança pode influenciar no consumo total. Foi feito para  Portugal, mas vale para saber como funciona.

http://www.casamais.adene.pt/

Saiba mais:

LabEEE

http://www.labeee.ufsc.br/projetos/etiquetagem

PROCEL INFO

http://www.procelinfo.com.br

Arq. Carla Matheus


 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: