Hoje dia 11 de março de 2014 estive na casa do Ismirá para medir o lote e conhecer melhor as condições do terreno para fazermos o projeto.

A área é completamente irregular e cercada de barracos, a falta de recuo dificulta a iluminação e ventilação natural. A topografia é irregular, o terreno é um platô construido em uma encosta, com desnível de aproximadamente 2 metros entre os barracos. A área onde está localizada a comunidade foi ocupada há mais de 30 anos e não possui infra estrutura – coleta seletivas, creches, centros comunitários, luz, etc.

O terreno do Ismirá está cedendo porque um cano de esgoto estourou e vaza constantemente.

Nossa proposta é construir uma pequena casa no mesmo local, para que ele consiga fazer o tratamento e viver com dignidade.

Sabemos que isso não resolve  problema do déficit habitacional nem tampouco da miséria, que sempre foi fonte de lucro para “poucos e poderosos”. A médio e longo prazo pretendemos criar oficinas para ensinar os moradores a construir, fazer móveis com madeira e materiais reciclados e oferecer algumas noções de sustentabilidade e cidadania.

Faremos  o projeto e marcaremos a data para demolição e início da construção, junto com os voluntários da Igreja Batista Memorial e da Recriar.

Sabemos que isso é apenas uma gota d’água, mas como disse Madre Teresa de Calcutá,

“Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar,mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: