A saúde e a manutenção da qualidade de vida nos ecossistemas da terra dependem do funcionamento sustentável dos organismos que nela habitam. Incluindo as edificações, que como os seres vivos, possuem suas funções excretoras com geração de esgotos e dejetos, que podem ser substituídas por produção de húmus e alimento, através da consciência ecológica e do uso de técnicas como o Banheiro Seco. Para dar destino ao esgoto negro (aquele que contem fezes) o melhor a se fazer é ter um Banheiro Compostável a Seco, no qual utilizamos na descarga, matéria orgânica seca (serragem, folha secas ou terra) ao invés de água. Além de não utilizar água na descarga e não necessitar de rede de esgoto, esses sanitários são mais higiênicos e ecológicos que as fossas comuns, pois não despejam dejetos no meio ambiente poluindo o solo, os mananciais de água subterrânea e os nossos córregos, rios e mares.

Agradecemos Flávio Duarte por autorizar a publicação da apostila em nosso blog.

Fonte: http://www.biohabitate.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • email
  • LinkedIn
  • Live
  • Orkut
  • RSS
  • Technorati
  • Digg
  • MySpace
  • Tumblr

Artigos Relacionados: